logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Junho - Mês da Luta contra o Melanoma
Junho - Mês da Luta contra o Melanoma

Dra. Ana Maria Fagundes Sortino, Dermatologia
Publicado em 12/06/2017 - Atualizado em 24/03/2019



Junho é o mês do amor! Fazemos planos para cuidar daqueles que amamos. Nesse período também é importante planejar o nosso autocuidado, para podermos zelar ainda mais pelos nossos amados!  

A luta contra o Melanoma, que é o câncer de pele mais perigoso, ganha destaque nesse mês. Vale a pena conhecer melhor esse tumor, aprendendo a preveni-lo e detectá-lo precocemente, tanto na nossa pele, como na pele dos nossos amigos, namorados, cônjuges e familiares.


Vamos iniciar uma campanha, com foco nas mulheres, para que elas façam o autoexame da pele e examinem também a pele do seu companheiro e/ou pais, tios e avós. Os cânceres da pele são classificados em não-melanoma e melanoma, este último chamado de melanoma maligno, pois quando detectado tardiamente, pode se espalhar por outros órgãos do corpo. Mesmo com o avanço no tratamento do melanoma metastático, este câncer pode levar à morte. A ótima notícia é que o melanoma é de bom prognóstico quando detectado precocemente. 

Estudos mostram que os homens acima de 50 anos possuem um risco aumentado para melanoma em comparação com a população geral. Sabe-se também que a probabilidade de um melanoma ser notado por uma mulher é nove vezes maior do que por um homem. Isso significa que a mulher tem um papel fundamental na luta contra o melanoma.

Como posso identificar um melanoma?

Uma regra de fácil memorização é o ABCDE:

A –  Assimetria:  quando ao passarmos uma linha imaginária sobra a lesão, identificamos que as metades são diferentes, isto é, assimétricas.

B – Bordas:  ao observar a periferia das lesões percebemos uma irregularidade nos contornos da pinta ou pouca definição dos limites da lesão.

C – Cores: quando a coloração varia de uma área para outra da pinta, com tons de castanho-claro, marrom-escuro, preto e algumas vezes branco, vermelho e azul.

D – Diâmetro: a maioria dos melanomas são pintas de 06 milímetros ou mais, contudo existem melanomas de menor diâmetro.

E – Evolução: uma pinta ou lesão da pele que se destaca por ser diferente das demais pintas do corpo ou pinta que apresenta aumento de tamanho, alteração da forma ou da cor.

 

Como fazer o autoexame em mim e nas pessoas que eu amo?

Em Junho o inverno começa e pode ser uma boa data para iniciar o hábito de realizar o autoexame da pele. A cada 03 meses as estações do ano mudam e pode ser uma boa referência de data para você lembrar de fazer o seu autoexame da pele, usando um espelho, e também o exame da pele nas pessoas próximas a você.

1 – Examine o seu tronco anterior e parte superior das costas, levante os braços e olhe a pele das axilas e das laterais do tórax.

2 –  Dobre os cotovelos e observe atentamente a pele dos antebraços anterior e posterior, assim como palmas e dorsos das mãos.

3 – Olhe seu rosto atentamente, incluindo as orelhas e a região anterior e posterior do pescoço. Peça para alguém olhar o seu couro cabeludo.

4 – Examine a região inferior das costas e as nádegas. Olhe também o abdômen e virilhas.

5 – Finalmente observe a face anterior das coxas e pernas, no espelho examine a face posterior das coxas e pernas, dando especial atenção à parte posterior dos joelhos. Em seguida avalie o dorso e plantas dos pés.

Quando realizamos um autoexame completo da nossa pele ou da pele do nosso parceiro e parentes aumentamos a probabilidade de identificar uma pinta com um ou mais dos aspectos da regra ABCDE, ou de notar uma nova lesão com características como elevação, aspereza, brilho perolado e aspecto de cicatriz na pele (quando não lembramos de ter machucado). Essas alterações indicam a necessidade de uma avaliação por um médico dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Principalmente se a lesão sangrar ou coçar, marque uma consulta médica imediatamente.  

Deixe um comentário
Foto
Comentários
BrazilHealth
Mais Lidos
Corte no dedo: O que fazer? - Prof. Dr. Alvaro Cho
O corte no dedo é um dos principais acidentes domésticos do dia-a-dia. Os cortes ocorrem nas mais va...

O PSA após a cirurgia ou a Radioterapia - Dr. Fernando Maluf
Você sabe qual é o valor do PSA que indica a volta do tumor após a cirurgia? Será que o PSA associad...

Substituição da Válvula Mitral e Aórtica - Dr. Jose Armando Mangione
A cirurgia para a substituição da válvula aórtica é um procedimento que vem ganhando cada vez mais e...

11 alimentos que reduzem o colesterol - Harvard Medical School
Recentemente cardiologistas brasileiros estabeleceram valores mais rígidos de colesterol ruim. Conhe...


Relacionados
A Maior Epidemia do Mundo? - Dr. Maurício Hirata
Hoje é o Dia Mundial de Combate ao Diabetes - doença que virou uma verdadeira epidemia no mundo. A i...

10 Dicas para Cuidar da Pele no Verão - Dra. Adriana Vilarinho
Hábitos saudáveis e adequados vão te ajudar a manter a pele bonita e radiante o ano inteiro

Coração de Mulher - Dr. Otávio Celso Eluf Gebara
Pesquisas mostram que a primeira causa de morte em mulheres com mais de 50 anos está relacionada a d...

Exercícios para cada fase do tratamento do câncer - Luciana Castelli Assmann
A atividade física é importante do momento do diagnóstico ao tratamento da doença. Os exercícios ao ...

BrazilHealth